Credito Consolidado: Sair do Vermelho



Hoje em dia são poucas as famílias que não enfrentam dificuldades resultantes da acumulação de creditos. O recurso ao credito habitação ou credito automovel são práticamente uma constante (quem é que hoje em dia não recorre ao credito para comprar casa ou comprar carro?) mas é principalmente o recurso aos pequenos creditos pessoais com vista à realização de projectos como mobilar ou redecorar a casa, ou à aquisição de electrodomésticos ou de um computador pessoal que representam uma maior ameaça ao orçamento familiar e são cada vez mais as pessoas que se deixam levar pelo ilusiunismo das financeiras e terminam vendo o orçamento familiar seriamente ameaçado, vítimas da acumulação de creditos.

O espírito consumista que vivemos hoje em dia, motivado pela publicidade incessante com que somos atingidos a toda a hora e em todas as frentes leva a que muitas pessoas comprem bens de que não necessitam nem dispõem da liquidez para os comprar.

A facilidade no acesso ao credito conduz a que o recurso ao mesmo se faça muitas vezes de maneira impulsiva, camuflando o verdadeiro valor da dívida em pequenas prestações práticamente“irrisórias” o que muitas vezes culmina numa situação de acumulação de creditos a qual a maior parte das pessoas só se aperce quando uma parte bastante significativa do rendimento já está alocada ao pagamento destes creditos e se começam a sentir demasiado pressionados.

É nesta altura que muitas pessoas procuram soluções para sair do vermelho e para se libertarem das dívidas que contrairam ao longo do tempo e recorrem ao credito consolidado.

O credito consolidado é uma solução personalizada e dirigida a todas as pessoas que tenham uma solução de acumulação de creditos e que os encargos que têm com esses creditos lhes esteja a ameaçar o orçamento familiar.

Através do credito consolidado você consegue reunir todos esses creditos de curto prazo em apenas um credito (normalmente um credito hipotecário), permitindo-lhe obter um maior prazo no credito e assim reduzir os encargos mensais de uma forma bastante significativa.

A maior parte das pessoas que recorre a uma solução de credito consolidado consegue reduções na ordem dos 50%, podendo esta redução ser maio ou menor em função do tipo de credito consolidado por que opte, da financeira que o forneça e da situação do proponente em particular.

Apesar do credito consolidado lhe poder ajudar a sair do vermelho e a libertar-se das suas dívidas, esta solução deve apenas ser considerada caso não haja outra alternativa a que possa recorrer, pois o credito consolidado irá aumentar o seu valor em dívida.

Antes de recorrer ao credito consolidado deve procurar renegociar os seus creditos junto das financeiras que lhe forneceram. Dirija-se às financeiras e explique a sua situação. Mostre que pretende pagar as suas dívidas mas que de momento nas condições não está a conseguir suportar. Procure saber qual a possibilidade de renegociar as condições do seu credito para que consiga uma situação mais suportável.

Normalmente as financeiras mostram-se receptivas à renegociação com vista ao pagamento dos creditos.

Através da renegociação das condições dos seus creditos, poderá obter condições mais favoráveis ou beneficiar de um período de carência.

Caso lhe seja vedada a hipotese de renegociação das condições dos seus creditos, poderá considerar o recurso ao credito consolidado para reduzir as suas despesas.
Existem dois tipos de credito consolidado: o credito consolidado com hipoteca e o credito consolidado sem hipoteca.

O credito consolidado com hipoteca é o maior praticado e é o que oferece melhores condições para os proponentes. Uma vez que é um credito com uma garantia imóvel, este representa um menor risco para quem o fornece.

Este credito tem um prazo de pagamento alargado devido à sua garantia imóvel, permitindo assim uma maior diluição do valor em dívida ao longo dos meses, reflectindo-se em prestações mensais mais suaves, ou seja, numa redução signiticativa dos encargos mensais
O credito consolidado sem hipoteca é o menos praticado e é o que oferece piores condições para os proponentes. Uma vez que é um credito sem uma garantia imóvel, este representa um maior risco para as financeiras que o fornecem.

Este credito tem um prazo de pagamento mais curto devido à inexistência de uma garantia imóvel, resultanto numa menor diluição do valor em dívida ao longo dos meses, reflectindo-se em prestações mais elevadas, ou seja, numa menor redução dos encargos mensais, a qual muitas das vezes acaba por não compensar.
Nem todas as financeiras fornecem o credito consolidado sem hipoteca e as que o fornecem têm critérios bastante rígidos para a atribuição do mesmo.

Regra geral, todos proponentes a este tipo de credito que tenham problemas bancários, já tenham tido incidentes como falhas no pagamento de prestações de outros créditos ou tenham o seu nome no Banco de Portugal vêm a sua proposta rejeitada na hora.

Seja através da renegociação das condições dos seus creditos individuais ou através do recurso ao credito consolidado você consegue suavizar a sua situação financeira e ganhar uma margem que lhe permita libertar-se das dívidas.

Como já foi dito, o credito deve ser visto como um último recurso e sempre uma decisão bem ponderada, pois apesar de lhe aliviar os encargos mensais, aumenta-lhe o valor total em dívida significativamente.

Além disso, este tipo de credito quando não é bem utilizado, pode conduzir a situações bastante graves, quando por exemplo não só é alargado o valor total da dívida pelo recurso ao credito consolidado, como também é utilizada a margem mensal disponibilizada por este credito para contrair mais creditos.

A utilização irresponsável deste credito pode mesmo resultar em situações de endividamento irrecuperaveis, pelo que importa pensar bem antes de optar por uma solução desta natureza.

Se pretende sair do vermelho e aliviar a sua situação financeira, comece por contactar as instituições financeiras junto das quais tem os seus creditos individuais em curso para tentar renegociar as condições de pagamento desses mesmos creditos.

Se esta renegociação lhe for vedada, analise a sua situação em pormenor e pondere o recurso ao credito consolidado. Faça várias simulações junto de várias instituições, compare e identifique qual das financeiras lhe fornece a consolidação nas melhores condições.

credito consolidado

Artigos Relacionados:

  1. Credito Consolidado: Equilibre o orçamento familiar
  2. Credito Consolidado: Acabe com os multiplos creditos
  3. A quem se destinam os creditos consolidados
  4. Pensa que sabe como funciona o credito consolidado? Pense de novo
  5. O que todos devem saber sobre Consolidar Creditos


Comments (5) Write a comment

  1. Pretendo um credito de 7.000 €,para liquidar as dívidas fiscais que me andam a importunar e estão marcadas nos meus boletins de vencimentos impedindo de aceder a todos os creditos por mim solicitados, tornando-se num circulo vicioso fechado.Sendo assim, está-se tudo a tornar díficil. Face ao exposto solicito uma resposta por este meio.

  2. gostava de renegociar os meus créditos com o meu nome no banco de Portugal é possível ? Obrigado boa noite

  3. Eu quero tenta um emprestimo to precisando muito de esse credito online

  4. preciso de um credito para quitar varias dividas so q com nome sujo e muito dificil tenho boa renda bom emprego mas mesmo assim ta dificil.

  5. olá quero fazer um emprestimo de dez mil para minha empresa aguado contato

Deixar uma resposta

Required fields are marked *.


Top