Como funciona o Credito Consolidado



Quando consolida todos os seus creditos através de um credito consolidado, o que a empresa que fornece o credito consolidado faz é criar-lhe um novo credito com uma taxa de juro associada inferior à taxa de juro que pagava anteriormente pelos creditos individuais combinados.

Consideram-se duas modalidades de credito consolidado, sendo que a mais praticada é conhecida por credito consolidado com garantia e o processo, de uma forma geral, consiste numa segunda hipoteca sobre o imóvel que possui, passando o imóvel a ser a garantia do credito consolidado (credito consolidado com garantia).

Desta forma, anulam-se os empréstimos individuais do cliente, que passam a estar englobados no emprestimo da hipoteca. Para este efeito, amplia-se o montante do credito hipotecario para fazer frente às restantes despesas e poder beneficiar das melhores condições que o credito hipotecário oferece face às condições que tinha nos creditos individuais.

Na maior parte dos casos também se amplia o prazo de pagamento do novo credito hipotecário, para que fique a pagar menos por mês aceitando o cliente pagar o credito por um período de tempo superior.

Se está com dificuldades em cumprir as prestações mensais dos seus creditos, talvez queira considerar uma solução de credito consolidado.

Normalmente, através de uma solução de credito consolidado, conseguem-se reduções dos encargos mensais na ordem dos 50%, podendo em alguns casos chegar aos 70% dependendo do perfil do proponente e da empresa que fornece o credito.

O credito consolidado dá-lhe a margem de manobra que precisa para que consiga reequilibrar o orçamento familiar e sair do sufoco financeiro em que vive, contudo, antes de optar por qualquer credito deve familiarizar-se com todas as condições associadas e certificar-se de que este é comportavel.

Lembre-se ainda de que não deve ter mais que 50% do rendimento medio mensal do agregado afecto ao pagamento de creditos afim de não exceder a taxa de esforço maxima. Evite o sobreendividadmento e seja responsável no recurso ao credito.

A quem se destinam os creditos consolidados



O credito consolidado é um produto financeiro personalizado que se destina a quem possui vários creditos em curso, nomeadamente credito habitaçao, credito automovel e creditos pessoais variados e pretenda ver os seus encargos mensais reduzidos.

O credito consolidado permite-lhe reunir parte ou a totalidade dos seus creditos num unico e novo credito do qual ficará a pagar apenas uma prestação, libertando-se assim da preocupação de cumprir o pagamento dos vários creditos individuais a vários bancos ou instituições financeiras distintas em datas diferentes, contribuindo para uma maior organização da sua situação financeira.

O credito consolidado não só lhe reune todas as prestações individuais numa unica prestação, como também lhe reduz o valor dessas mesmas prestações. Por outras palavras, do credito consolidado resulta apenas uma unica prestação, cujo valor da mesma será sempre inferior ao valor do somatório de todas as prestações individuais que pagava antes de recorrer ao credito consolidado.

A redução dos encargos mensais resultante da consolidação dos seus creditos depende da modalidade de credito consolidado que escolher, do valor do credito e das condições do banco ou financeira que o fornece.

Consideram-se duas modalidades de credito consolidado. Uma das modalidades designa-se por credito consolidado com hipoteca, na qual, os creditos sao consolidados juntamente com um credito habitação. A outra modalidade é conhecida por credito consolidado sem hipoteca. Nesta modalidade de credito consolidado, como o próprio nome indica, não existe a necessidade de ter um credito habitação em curso para poder recorrer a esta solução.

A redução dos encargos mensais tende a ser mais significativa na modalidade de credito consolidado com hipoteca. Uma vez que se trata de um credito com uma garantia imovel, o prazo para pagamento do mesmo pode ser mais alargado, resultando numa diluição mais significativa das prestações mensais, podendo em alguns casos chegar aos 70%.

O credito consolidado sem hipoteca, uma vez que se trata de um credito sem uma garantia imovel, é um credito mais restrito em termos de acesso, tendo o proponente que obedecer a algumas condições para poder recorrer ao mesmo, nomeadamente, não ter antecedentes de incumprimento relativamente a outros creditos.

Hoje em dia a maior parte dos bancos e financeiras que fornecem soluções de credito consolidado colocam à disposição dos utilizadores alguns simuladores on-line, nos seus websites, para que possa simular e ver em que condições o credito se adequa às suas necessidades sem qualquer compromisso.

Mediante a introdução dos dados relativos aos creditos em curso, fica instantamente a saber quanto pode poupar ao optar por uma solução de credito consolidado relativamente ao valor das prestações que paga actualmente pelos seus creditos individuais. O valor da prestação do credito consolidado pode ser ajustado de acordo com o prazo pretendido para o credito consolidado, resultando numa maior ou menor redução.

Uma solução de credito consolidado permite-lhe recuperar o folego financeiro e equilibrar o orçamento familiar de uma forma organizada, contudo, antes de recorrer a qualquer credito deve familiarizar-se com todas as condições e funcionamento dos mesmos junto de quem os fornece.

Seja responsável no recurso ao crédito e lembre-se de que não é aconselhavel alocar mais que 50% do seu rendimento ao pagamento de creditos ( ver taxa de esforço ).

Pensa que sabe como funciona o credito consolidado? Pense de novo



Todos nós já ouvimos falar em credito consolidado, mas a verdade é que funcionamento deste tipo de credito passa ao lado de muitos. O nome desta solução financeira é, só por si, sugestivo. O credito consolidado consiste na junção de parte ou todos os creditos que o proponente possua, nomeadamente credito habitação, credito automovel, micro creditos e creditos pessoais para férias, móveis, electrodomésticos, etc. num novo emprestimo, do qual resultará apenas uma única prestação mensal com que se terá de preocupar, em vez de ter que efectuar pagamentos de vários montantes, a várias entidades, em diferentes datas. Não só fica apenas com uma única prestação mensal, como o valor desta prestação será de valor inferior ao valor da soma de todas as prestações individuais que pagava antes de optar pelo credito consolidado.

A redução do valor dos encargos mensais com creditos depende da modalidade de credito consolidado por que optar e da financeira ou banco que o fornece.

Consideram-se duas vertentes do credito consolidado. O que as distingue é o facto do novo credito ter ou não uma garantia imóvel. Assim, temos o credito consolidado com hipoteca e o credito consolidado sem hipoteca.

O credito consolidado com hipoteca é a modalidade mais praticada e publicitada. Nesta modalidade, como o nome indica, o proponente utiliza um credito habitação em curso ou dá um imóvel como garantia para o novo emprestimo.

O credito consolidado sem hipoteca é muito menos praticado. Como o nome sugere, não é necessário ter um credito habitação em curso ou dar um imóvel como garantia para o novo credito.

Em termos de redução de encargos mensais, no credito consolidado com hipoteca, conseguem-se reduções na ordem dos 60%, podendo em alguns casos chegar aos 70% dependendo da situação em que o proponente se encontre e da financeira em causa.

No credito consolidado sem hipoteca, uma vez que é um credito que nao tem uma garantia imóvel, o prazo de pagamento do credito é mais reduzido, o que implica prestações mensais mais elevadas que na modalidade de credito consolidado com hipoteca.

A redução dos encargos mensais através do credito consolidado deriva do alargamento dos prazos de pagamento dos creditos com curto prazo de pagamento e maior taxa de juro. Isto é possivél ao juntar estes creditos com creditos de maior duração e menor taxa de juro. Para entendermos melhor o conceito, consideremos o seguinte exemplo simplista:

Uma pessoa tem um credito pessoal no valor de 12000 euros com um prazo de pagamento de 1 ano.
Esta pessoa está a pagar 1000 euros por mês (12000 euros / 12 meses).
Ao alargar o prazo de pagamento do mesmo credito para 20 anos, esta pessoa passará a pagar cerca de 50 euros (12000 euros / 240 meses).

Ao reduzir os seus encargos mensais com creditos através de um credito consolidado está a ganhar margem de manobra para equilibrar o orçamento familiar, contudo tenha em conta que o recurso ao credito consolidado só deve ser considerado em situações de extrema necessidade.

Seja responsável.